A Séfora comprou uns brinquedos eletrônicos antigos num brechó e trouxe aqui em casa pra eu testar. Um deles é um par de walkie talkies de uma tal de Boxer Toys. O nome do fabricante só dá pra ler num selinho do controle de qualidade na caixa de pilhas. Externamente existe um pequeno símbolo da empresa na traseira da caixa. Também existe a frase “UK design registration:” e o número do registro.
Walkie Talkie Boxer ToysBom, me lembro que uns amigos meus tinham um modelo bem semelhante a estes (quando eu era pequeno). Então podemos situar os brinquedos lá pela metade da década de 80. O desempenho destes aparelhos era sofrível, alcançando no máximo 20 metros. Eles também eram muito sensíveis a interferências e dependendo da posição da antena e do rádio dava pra ouvir alguma emissora de rádio bem lá no fundo. Mas para um brinquedo dava pro gasto, afinal o que importava era a diversão...

Já estes dois pareciam em bom estado. Tirando as duas antenas quebradas (uma inteiramente e outra faltando um elemento) não havia dano aparente a caixa e, milagrosamente, estavam os dois com as tampas do suporte de pilhas. E se há alguma coisa que desaparece misteriosamente em brinquedos eletrônicos são as tampas das pilhas.

Abri os dois aparelhos e encontrei as placas de circuito impresso no seguinte estado:

Walkie Talkie Boxer ToysA sujeira não me assustou e liguei individualmente os walkie talkies a fonte de alimentação para testar. Os dois deram sinais de vida acendendo o LED frontal e no alto-falante. Apertando o botão do código Morse deu pra ouvir os tons, então estava bom também. O único problema que encontrei foi na chave de comutação para transmitir de um dos aparelhos. Ao apertar as vezes não passava para modo de transmissão e as vezes ocorria o contrario, não voltando para recepção.
Walkie Talkie Boxer ToysDesconfiando de corrosão nos contatos da chave eu parti para a limpeza não só dela mas de toda a placa. Depois disso a chave voltar a funcionar e só faltava o teste de comunicação entre os radinhos. Funcionaram do jeito que eu me lembrava. O alcance não é lá muito bom e a falta de um controle de volume incomoda.