Aviso - 17/10/2015: O post é de 2009 e acho que não vale para as novas baterias de lítio. Vou deixar o post aqui por enquanto, mas como ele não tem mais utilidade cortei o texto e mais pra frente talvez eu o apague.

(30/08/2011) Ai, Ai... Este post tá me dando dor de cabeça já... Por favor leiam o post inteiro e pensem antes de repetir. Procure por "Freezer Trick" no google, tem vários links espalhados pelo meu texto também. Custa ler e pensar um pouco?

Como já falei em outro post a bateria do meu notebook não funcionava há anos. No máximo ela segurava carga para salvar algum trabalho e desligar. Tinha que manter o notebook ligado na tomada o tempo todo. Tentei o processo de “calibração” descrito em vários sites, mas não resolveu. O indicador de bateria sempre marcava 3% de carga antes do inevitável desligamento.

Bateria do Notebook
A solução óbvia seria comprar uma bateria nova, mas isso custaria mais do que o valor do notebook (Pentium III). Eu já estava pensando em mandar ela pra caixa de reciclagem de baterias (Sim, isso existe, não é mito! Sexta-feira eu tiro foto de uma) quando encontrei uma nota na revista Elektor comentando sobre o “freezer trick”. Trata-se daquela lenda sobre deixar aparelhos e baterias no congelador por vários dias para que eles voltem a funcionar.

Já havia lido sobre isso em outros lugares e o assunto é meio nebuloso. Alguns dizem que funciona e outros que é só crendice popular. Eu não acreditava até a nota da revista balançar meu ceticismo, pois se tem uma publicação que eu respeito e boto fé é a Elektor. A nota falava sobre os possíveis motivos do procedimento funcionar e que não custa nada tentar a sorte numa bateria irrecuperável. Como esse era o meu caso resolvi testar com a minha. No caso de não dar certo minha bateria continuaria na mesma...

Bateria do notebook já embrulhada
Seguindo a receita mais comum peguei um jornal velho e embrulhei a bateria, lacrei com fita adesiva, enfiei dentro de um saco plástico e botei no congelador (parte de cima da geladeira) por cinco dias. Após esse tempo retirei do congelador, desembrulhei e deixei em temperatura ambiente por meio dia. Dei uma inspecionada e a bateria me pareceu não ter sofrido nenhum dano aparente. Encaixei ela no notebook e deixei carregando até o LED de carga apagar (carga total). Chegada a hora da verdade retirei da rede elétrica e apertei o botão de ligar...

E o notebook ligou!!! Antes até ligava, apitava três vezes e desligava. O Windows carregou e parecia tudo certo. Chequei o nível da bateria e estava em 4%. Resolvi testar para ver quanto tempo durava deixando ele tocando música com o volume no máximo (que não é tão alto). A bateria durou mais de meia-hora!!!

No outro dia recarreguei de novo e usei o note somente com a bateria por mais de uma hora sem problemas. Nesse segundo teste o medidor do Windows marcava 7% de carga no começo. Isso indicava que precisava recalibrar o circuito de nível. Já fiz quatro recargas e descargas completas na bateria e sempre o medidor aumenta um pouquinho. O tempo que consigo também está aumentando, já consegui mais de uma hora e meia de uso (navegando na Web).

Para concluir, embora não saiba como, parece que o “freezer trick” deu certo comigo. Falta só calibrar o medidor de nível. Enquanto escrevo este post ele tá marcando 0% de carga na bateria e o notebook ainda está ligado (a mais de uma hora).

ATENÇÃO: Este post é apenas um relato da minha experiência, não significa que funcionará em 100% dos casos. Pode depender do tipo da bateria, do circuito de carga, pode não ter mais conserto, etc... Se for fazer o teste tome todos os cuidados necessários e tenha consciência dos riscos envolvidos. Não esqueça de proteger bem a bateria e de não misturar com outros itens no congelador. Qualquer problema a culpa é sua... Mas se funcionar nos conte aí nos comentários. ;-)