Fazendo capacitores tubulares em casa

Capacitor Caseiro

Taí uma coisa que eu queria fazer já há algum tempo: enrolar um capacitor tubular. Tudo começou quando comprei uma Eletrônica Popular (Maio de 1982) num sebo em 2008 ou 2009 e tinha um artigo do Miécio CAPYAU. Lá, como sempre, ele dava uma aula sobre como escrever (e ilustrar) um artigo técnico com muito humor. Bons tempos que não voltam mais. Daí catei um saco de lixo, carretel de linha, papel alumínio e fita de cobre e fiz um também.

Segue o vídeo da montagem:


Sobre o cálculo, a fórmula básica do capacitor de placas paralelas é C = Er * E0 * Area/distância das placas. Er depende do material e no capacitor do vídeo acredito que seja perto de 3. Enrolei e desenrolei o capacitor várias vezes para ficar bom e tirar os curtos que sempre apareciam.

Testando um testador de portas USB e uma carga também

Testador USB
E chegou este kit de testador de portas USB (modelo J7-t) e uma carga dinâmica até 35W (compre aqui). Como sempre segue o vídeo:


A carga USB é uma placa com um dissipador, ventoinha e dois potenciometros de ajuste (um ajuste fino e outro grosso):

Testador USB

Por baixo o transistor TIP122 que aguenta toda a potência em cima dele:
Carga USB

O testador desmontado, visto do lado do LCD:
Testador USB

E pelo lado dos componentes:
Testador USB

Não consegui identificador o microcontrolador. O CI de 8 pinos é uma memória 24C32. A etiqueta do testador é assim:
Testador USB

Testando uma bobinadora de transformador Heimao NZ-1

Bobinadora de transformador NZ-1

Mais um review, desta vez de algo um pouco diferente. O pessoal da Banggood enviou esta bobinadora manual de transformadores (compre aqui) para testes. Segue o vídeo:


Pela placa de identificação parece que a marca é Heimao e o modelo NZ-1:

Bobinadora de transformador NZ-1

A relação das engrenagens no modo manual, com manivela, é de 1:8. Assim uma manivelada dá 8 espiras no carretel. Retirando o conjunto da manivela dá pra conectar a bobinadora num motor elétrico pela polia lateral. Neste caso a relação é de 1:1:

Bobinadora de transformador NZ-1

A bobinadora de costas, mostrando os pontos de lubrificação:
Bobinadora de transformador NZ-1

Ela possui um contador mecânico até 99.999 espiras, com zero. Os correios conseguiram quebrar a engrenagem do contador. Tive que colar para voltar a funcionar.
Bobinadora de transformador NZ-1
Um projetinho bom seria retirar o contador mecânico e colocar um eletrônico que também controlaria um motor elétrico. Assim a bobinadora poderia ficar automática.

Convertendo a primeira página de um PDF para JPG

Revistas de eletrônica

Já falei aqui de um projeto de site com as capas e índices das revistas de eletrônica publicadas no Brasil. Embora eu tenha criado o repositório com os índices lá no meu GitHub, o povo não se empolgou e é praticamente só eu que atualizo aquilo lá, muito de vez em quando. O site seria parecido com o Guia dos Quadrinhos, com a capa, índice da revista, Thumbnails das capas, essas coisas. Criar os índices demanda tempo, mas criar uma imagem para cada capa demoraria muito mais. O ideal seria automatizar essa parte e já dei um primeiro passo para isso.

Graças a São Picco (padroeiro das revistas de eletrônica brasileiras) a maior parte destas revistas já foram escaneadas e estão disponíveis em PDF. Então escrevi algumas linhas em Python usando o módulo pdf2image, apontei para um diretório com alguns PDFs e o resultado é o da foto acima, com as imagens. Alguns PDFs não são convertidos direito, gerando só uma imagem em branco. Preciso verificar esse bug, mas o script já ajuda muito. O código é esse aqui:


import os
from pdf2image import convert_from_path

pdf_dir = "F:\Revistas de Eletronica\Monitor de Radio e TV" #troque pelo diretorio onde estao os pdfs

os.chdir(pdf_dir)

for pdf_file in os.listdir(pdf_dir):

    if pdf_file.endswith(".pdf"):

        pages = convert_from_path(pdf_file, 150,None,1,1) #segundo parametro eh a qualidade da imagem
        pdf_file = pdf_file[:-4]

        pages[0].save("%s.jpg" % (pdf_file), "JPEG")

O projeto segue em ritmo lento e algum dia, talvez, fique pronto. Quando sobrar um tempo vou ver se automatizo a geração das páginas também.

Por dentro de uma parafusareira elétrica Xiaomi Wowstick 1F+

wowstick 1F+ 64 in 1

Recebi mais um item para avaliação lá no canal, enviado pelo pessoa da Banggood (compre aqui). Desta vez é uma parafusadeira elétrica Wowstick 1F+, que parece ser da Xiaomi, embora não apareça o nome do fabricante em nenhum lugar. Segue o tradicional vídeo:



A desmontagem não é complicada se você sabe o que tem que fazer. Como eu não sabia ela demorou mais do que o esperado e teve alguns problemas. A parafusdeira continua funcionando depois da desmontagem e remontagem, mas sofreu um pouco. Coisas da vida...

A parafusadeira aberta:

wowstick 1F+ inside

As duas chaves de acionamento:
wowstick 1F+ pcb

Uma gira sentido horário e outra para o sentido anti-horário. Do outro lado da placa tem um CI MX612E (controlador de motor):

wowstick 1F+ pcb

A bateria é bem pequena, de 3,7V 280 mAh, formato NSC1040:
wowstick 1F+ battery

 E a placa do carregador, com um CI TP4056:
wowstick 1F+ pcb

Por dentro do multímetro híbrido KT-7310


E recebei mais um multímetro para testes. Desta vez foi o multímetro hibrido (analógico e digitial) modelo KT-7310 (compre aqui). O vídeo de sempre está aqui:


A parte analógica não segue os circuitos clássicos. Até onde entendi parece que o medidor analógico passa por um amplificador operacional. A placa do aparelho:


Sempre me pedem foto das "latinhas" da chave seletora. A deste aqui:


E a parte de baixo da placa:

Por dentro do teclado mecânico Alfawise K1


E eu voltei! Vamos ver se sai mais posts por aqui. Começando com este teclado Alfawise modelo K1, enviado para review pelo pessoal da GearBest (compre aqui). O review em vídeo é esse aqui, ó:


Depois de publicar esse vídeo acho que vou fazer mais um para explicar a diferença entre teclado mecânico e teclado comum. Mas vamos as fotos:


Acima vemos a placa com o microcontrolador do teclado, o cabo USB e os circuitos das teclas, que se repete para cada uma delas. Abaixo o detalhe do microcontrolador da desconhecida marca Sino Weather do tipo SH68F90U:


O detalhe das chaves, com uma para cada tecla:


Desmontando o Drone Eachine E010

Aproveitando a compra de um drone Eachine modelo E010 para os pequenos fiz o tradicional unboxing com direito a desmontagem. Em vídeo:


Aqui a placa do carregador, que é melhor do que eu imaginava:


Não consegui identificar o CI carregador de bateria usado para o drone. E também não consegui ler o CI do controle. O que dá pra saber é que ele é de 2.4 GHz:


E a placa do drone:


O sensor de 6 eixos (3 para o acelerometro e 3 para o giroscópio) é um MPU6880. O microcontrolador não consegui identificar ( está escrito LOG5897 nele). O circuito é o esperado, com o microcontrolador com rádio integrado, lendo o sensor de 6 eixos e controlando os quatro motores com pulsos PWM.

Controlador Bluetooth para robótica com Arduino da Lewansoul

Lobot Lewansoul controller
Opa, uma semana atrasado neste aqui. Fiz o vídeo semana passada sobre esse controlador Bluetooth para robótica


Uma olhada mais de perto na placa do controlador:
Lobot Lewansoul controller
O fabricante é a LewanSoul e o modelo parece ser Lobot. O código que usei nos testes está disponível no meu Github.

Pergunta aos leitores...

Desde o fim do Cuxaxo sinto falta de um lugar para postar coisas fora da eletrônica. Claro que tem as redes sociais, mas desdo o fim do Orkut notei que não é uma solução duradoura. Além disso o que você posta nas redes sociais se perde muito rápido no formato de linha de tempo. Algo postado há um dia desaparece rápido na avalanche de posts de outras pessoas (a maioria memes).

O conteúdo seria em sua grande maioria de fotos que tiro de vez em quando (amostra abaixo). Tenho muitas fotos de coisas que vi por aí que estão ocupando espaço nos HDs e que talvez nunca sejam vistas por ninguém além de mim e que gostaria de compartilhar. As vezes também sinto vontade de comentar sobre algum filme ou série que vi. E queria falar também de gibis e colecionáveis e outras aleatoriedades.
Praça dos vasos

Para isso tem duas soluções:
  1. Criar (ou recriar) um novo blog só pra isso.
  2. Postar aqui mesmo no Pakéquis.
E para esta decisão conto com a ajuda de vocês, comente aí o que acha e qual a melhor opção. Agradeço os pitacos!