Carregador EcomaniaBom... Comprei dois carregadores modelo EM-BC83F da Ecomania esses dias e um deles apresentou um problema no plug da tomada AC. O plug defeituoso estava meio solto e como ele vai ligado diretamente na rede elétrica não seria bom deixar assim.

Resolvi colocar o plug no lugar, o que significava desmontar o carregador. A caixa é fechada por dois parafusos Philips e por duas travas em cada lateral. Tive que tomar cuidado pra não quebrar essas travas. Aqui cabe o aviso de nunca abrir um equipamento eletrônico sem saber o que está fazendo.

Aberto o carregador e consertado o plug, que estava com a trava plástica quebrada, restava fechar a caixa. Nesse momento lembrei de dar uma olhada no tal “microprocessador” tanto alardeado nas propagandas deste carregador. Segundo o manual (uma folha de papel com instruções de uso em Inglês, Português e Espanhol) o carregador é “Controlado por um microprocessador inteligente”:

Manual do CarregadorConfesso que ainda estou procurando o “microprocessador inteligente”. Como se pode ver nas fotos abaixo existem apenas dois Circuitos integrados: Um comparador duplo LM393 SMD (IC1 montado por baixo da Placa) e um regulador shunt TL431 em encapsulamento TO92 (IC2). No mais são 4 transistores e alguns zeners e retificadores. Mas NENHUM microprocessador.

Lado da solda Lado dos componentesO circuito também não é muito complexo, embora cumpra o seu papel. Os transistores Q3 e Q4 formam um oscilador para chavear o transformadorzinho no canto superior esquerdo da foto. Isso serve para baixar a tensão para o carregamento das baterias que é controlado pelos comparadores de tensão.

No site do fabricante e nas lojas que vendem esse carregador vemos a alusão a esse tal “microprocessador inteligente” que não existe. Ou isso é propaganda enganosa ou a empresa nacional não sabe o que tem dentro de seus produtos...

Como nem tudo é ruim, gostei das pilhas que vem com o carregador. Duram muito mais na minha câmera digital do que as pilhas recarregáveis que eu já usei.