Já falei anteriormente sobre meu hábito de recuperar componentes de placas velhas e que antes eu usava um soprador térmico na desmontagem. Pois então, neste fim de semana (como sempre) resolvi desmontar uma placa de um 3 em 1 que ganhei recentemente. Como a placa mede 32 x 22 cm e tem muitos componentes para retirar pensei que seria melhor tentar consertar o soprador térmico para agilizar a coisa. A placa é esta aqui:


Como eu usava pouco o soprador ele estava emprestado para a Séfora quando ocorreu o problema e, segundo ela, aconteceu o seguinte: Ela estava preparando um leitão à pururuca e o soprador fez um barulho estranho e começou a soltar um cheiro de queimado (o soprador, não o leitão). Pra quem achou estranho o uso do aparelho, saibam que funciona. Primeiro se assa o leitão e depois de assado se passa o soprador térmico em cima pra torrar a pele.

Mas voltando ao soprador, ele ficou guardado até agora (um ano mais ou menos). Pra desmontar a já citada placa peguei o soprador novamente e liguei pra ver se ele dava sinal de vida. Realmente a descrição estava correta, ele fazia um barulho estranho e cheirava a fio queimado. Na boca não havia sinal de fluxo de ar. O soprador é um TA-1050 da Toyo:

Comprei ele numa reciclagem que já não existe mais e ficava num galpão fechado do outro lado da cidade. Só fui lá uma vez só, mas foi uma das "visitas ao ferro-velho" mais legais que já fiz (teve até uma escalada numa "montanha" gigantesca - quase três metros de altura e uns dez de largura - de multímetros (!)). Mas voltando ao soprador...

Depois de aberto descobri que o problema era na hélice do ventilador, ela é feita de acrílico (acho) e quebrou bem no centro que vai encaixado no eixo do motor:



O barulho então era por causa da parte que ficou no eixo que batia na hélice, que ficou solta. E claro, sem a hélice girando não havia fluxo de ar. Sem o fluxo de ar a resistência aquecia demais e por isso o cheiro de queimado. E como consertar isso? Bom, aí é que está o problema. Até tentei colar com super bonder:


Mas não teve jeito, a hélice soltou novamente ao girar. Mesmo com uma cola mais forte a hélice não será mais a mesma. Ela não ficará perfeitamente centralizada e poderá quebrar novamente com o tempo. A não ser que eu encontre outra hélice completa e em perfeito estado, o que eu acho improvável, este soprador foi pr'o saco... Pr'o saco das coisas que talvez, um dia, serão consertadas.