quinta-feira, 29 de outubro de 2015

[OT] Correios cobrando taxa de envio em encomenda internacional.

11 comentários
Bom, um pequeno off-topic...

O Luciano perguntou no post anterior sobre a cobrança de envio do kit de relógio digital da China. Pois é, além do imposto (correto) de 60% sobre o preço do kit também tive que pagar R$22,00 que seriam de "selos de 1o porte" para a encomenda. Olha o recibo aqui ó:
Recibo dos Correios.
Agora, se eu soubesse que parte do valor era sobre o envio eu não pegaria o pacote. Acontece que os Correios apenas mandaram um papel dizendo que tinha uma encomenda na agência, especificando o valor total a pagar (sem a discriminação do que seria cada taxa). Pensei que era mais de uma encomenda (das seis que fiz e ainda não chegaram), por isso o valor alto.

Como eu trabalho o dia todo fora da cidade pedi a meu irmão para ir buscar e não houve oportunidade de perguntar de onde saíram essas taxas todas. Se os próximos kits que comprei vierem com valores assim vou ter que deixar pra lá...

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Montando um relógio digital com LEDs rotativos.

7 comentários
Ok, mais um kit Chinês (comprei aqui). Desta vez foi um relógio digital com 60 LEDs rotativos. Primeiro a montagem registrada no vídeo abaixo:


Agora meus comentários e algumas fotos:

  1. Os componentes do kit. O microcontrolador é um Atmel AT89S52 (8051 com memória Flash), o sensor de temperatura é um DS18B20 e o relógio é um DS1302. Existem outras versões deste kit, com LEDs SMD ou com as placas de acrílico para o painel.
Componentes do relógio digital

2. Comprei no AliExpress, como sempre, e como vários vendedores vendem as várias versões (5 "v" seguidos!) diferentes é melhor dar uma procurada antes.

3. O kit foi taxado corretamente pela receita. Foi cobrado 60% sobre US$10,00. Mas os Correios cobraram R$22,15 de frete do PR para MG.

4. Além do alarme de hora o circuito também suporta dois alarmes de temperatura. Você seta um valor para uma temperatura minima e outro para máxima.

5. Existem vários modos do giro dos LEDs, mostro isso lá no final do vídeo. É logo depois dos créditos (gravei um tempo depois e tive que encaixar como deu).

6. Não encontrei o firmware e nem o código fonte do microcontrolador. Os manuais podem ser pedidos pelo vendedor ou tem links nos anúncios. Tem um conector na placa para poder regravar o microcontrolador.

7. Fotos do meu kit montado:
Placa do relógio digital

Placa do relógio digital

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Por dentro do multímetro digital Heathkit IM102

1 comentários
Opa, finalmente um post sobre meu multímetro digital Heathkit IM102. É um multímetro que vinha em forma de kit, com lógica discreta, válvulas Nixies no mostrador e outras coisinhas interessantes. Segue o vídeo e, depois, as fotos com mais comentários:

A parte de cima da placa do multímetro, onde se vê as Nixies do mostrador, a parte lógica, fonte de alimentação e o conversor frequência/tensão com amplificadores operacionais metálicos:
Placa de circuito impresso do multimetro

Por baixo da placa. Junto das chaves tem outra placa com os circuitos de entrada. Ali em cima, à direita da foto vê-se o cabo de alimentação, onde liguei um cabo para a tomada. O conector original é estranho, com três pinos, não veio com o cordão original.
Parte de baixo da placa do multimetro

A placa de entrada, com capacitores de tântalo verdes. Sei que estes capacitores causam problemas com o tempo (me lembram o Game Gear), mas ainda vão ficar aí.
Placa de entrada do multimetro

Detalhe da fonte de 3,5V da parte lógica, onde trocaram o capacitor original por um maior e o transistor Darlington  por um TIP41C. O problema é que tem que ser um Darlington para dar a tensão correta de 3,5V para os CIs lógicos, com sua queda  de mais de 1V (tensão base-emissor de dois transistores). A tensão está em 4V e pouco na saída e os CIs estão esquentando um pouco.
Fonte modificada
As Nixies de costas:
Valvulas Nixie
Como falei no vídeo, este kit vinha com uma placa calibradora. Era um arranjo com uma célula de mercúrio que gerava uma tensão (1,35V) de precisão.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Um contador com uma EPROM? Não, não funcionou ainda...

4 comentários
E no feriado que passou além de assistir toda a primeira temporada de "Mr. Robot" (série sobre um maluco que insere uma Raspberry Pi num controle de temperatura), tive uma ideia para usar a EPROM PLD, mas que não foi muito pra frente. Geralmente eu não escrevo sobre projetos que não deram (muito) certo, mas como esse tem uma característica de funcionar no simulador e não na vida real resolvi publicar.

A ideia era fazer um contador para display de sete segmentos com apenas uma EPROM. Lembrando que é um contador e não um decodificador com EPROM. O contador teria uma entrada de clock e iria contar um digito a mais no display a cada pulso na entrada. Então lá fui eu tirar a poeira do velho apagador de EPROM e escolher algumas EPROMs velhas nas gavetas (2716 e 2732).

Apagador de EPROM

Enquanto ouvia barulho do timer eletromecânico do apagador a funcionar por uma hora, fui editando uma planilha com os endereços e dados da EPROM. Como deu apenas 512 bytes editei o arquivo final direto no editor Hexadecimal:

programação do contador

Gerei o .bin e "rabisquei" o circuito abaixo no Proteus e carreguei o binário na EPROM virtual. E tudo funcionou perfeitamente.
Esquema do contador
Não acreditei de imediato, afinal tem o problema dos tempos diferentes em cada saída. Mesmo com alguns nanosegundos de diferença o circuito não era pra funcionar. E, claro, não funcionou. Montei no protoboard e ele até começa corretamente no zero, mas começa a oscilar. Algumas vezes ele parou no número "sete" e no "oito", mas oscilava no próximo pulso de clock.

Montagem do contador no protoboard
No circuito do esquema e da foto eu coloquei uma chave para fazer o clock. Como não funcionou, desconfiei que podia ser o bouncing da chave, por isso montei um oscilador com um 555 em 1Hz para o clock.

Então é isso aí, caso eu tenha uma ideia de como fazer isso funcionar e conseguir eu atualizo isso aqui. Depois coloco os arquivos do Proteus e o .bin no Github pra quem quiser testar.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Desmontando um tape deck Technics RS263 USD

4 comentários
Techinis RS263 PCB
A foto ficou legal, por isso está aqui em cima...
Finalmente fiz o último vídeo de "desmontagem" dos tape decks. Pra quem não viu, fiz um sobre o Gradiente CD1666 e outro sobre o Philips 2572. Desta vez foi o Technics RS263 e vou botar as fotos e meus comentários antes de postar o vídeo (o contrário estava causando problemas naquele negócio de posts anteriores que fica ali embaixo).

Primeiro a foto do aparelho por fora:
Finalmente fiz o último vídeo de "desmontagem" dos tape decks. Pra quem não viu, fiz um sobre o Gradiente CD1666 e do Philips 2572. Desta vez vou botar as fotos e meus comentários antes de postar o vídeo (o contrário estava causando problemas para compartilhar e naquele negócio de posts anteriores que fica ali embaixo).  Primeiro a foto do aparelho por fora:
Ok, nada de extraordinário. De diferente com os outros dois modelos só a memória e a redução de ruído da Dolby. Vamos ver por dentro:
A montagem é muito boa, com uma só placa. O transformador e a placa são envernizados. A mecânica ocupa uma boa área do aparelho e tem uma espécie de chassis de metal em todo ele:


E a placa do tape deck (esquema):

Agora sim, vamos ao vídeo (o capacitor é radial!!!):
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...