quarta-feira, 19 de março de 2014

Identificando transformadores

Bom pessoal, já falei da minha fonte de bancada nos primórdios do blog e ela me servia bem até hoje. Mas agora vou começar um projetinho com amplificadores operacionais que vai precisar de uma fonte simétrica (+15V e -15V) que minha pobre fonte não consegue fornecer. Assim lá vou eu fazer mais uma fonte, começando por encontrar um transformador com a tensão correta.

E aí começaram os problemas. Primeiro fui nas lojas daqui e nenhuma tinha um transformador de 15V. Eu até poderia comprar direto na fábrica e já estava quase ligando pra lá quando pensei nos transformadores que venho acumulando faz tempo. Estes aqui foram comprados nos ferro velhos ou recuperados de equipamentos que desmontei. Pra que gastar comprando um componente novo se algum destes pode me servir?

Transformadores

Decisão tomada, separei as peças da foto. Um dos grandes será o da nova fonte, os pequenos talvez sirvam para  o circuito final, que terá fonte própria. Faltava descobrir as características dos transformadores. Por serem usados é difícil encontrar algum com marcação. Deste lote só dois vinham devidamente identificados com a tensão de entrada, de saída e as correntes de saída:

Transformadores Identificados

Quando isso não existe eu tento manter os fios com a chave de tensão de entrada. Saber onde é o primário já é um bom começo:

Transformadores com fio
Eu ia descrever aqui todo o meu processo de como identificar transformadores, mas procurei antes de escrever e encontrei um tutorial muito bom e completo do grande Newton C. Braga sobre o assunto, leiam lá. No meu caso eu não uso uma lâmpada série e sim uma tomada com fusível de 1A. Neste lote aqui o fusível não queimou nenhuma vez, mesmo quando liguei dois primários de 110V em paralelo fora de fase (o trafo só esquentou). E um pouco de cuidado para não tomar choque também é recomendável...

A tensão de saída eu medi a vazio (sem carga) mesmo. A determinação de potência é mais crítica, mas dá pra ter uma idéia comparando com um transformador de potência conhecida. Se o trafo desconhecido for muito maior que o de referência a potência é maior (hehe). Ao fim dos testes anotei nas carcaças as medidas de tensão (um deles marquei os fios):
Transformadores Identificados
E como a lei de Murphy é implacável não havia nenhum trafo de 15V. Ou era de 9V ou era de 18V ou tensão maior. Mesmo assim vou me virar com um deles e começar a diminuir a quantidade de coisas guardadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Alguns comentários são moderados automaticamente. Caso isso ocorra pode levar algum tempo até que eu veja e o libere.
2. Comentários fora do assunto do post podem ser apagados.
3. Não, eu não posso consertar os seus aparelhos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...