sábado, 1 de dezembro de 2018

Microscópio digital Mustool G600 por dentro e por fora

0 comentários
Microscópio digital G600 Mustool
Mais um produto enviado para avaliação pelo pessoal da Banggood (compre aqui): um microscópio digital Mustool modelo G600. Segue o tradicional vídeo:


É um bom microscópio para uso em eletrônica, embora a tela seja pequena (4.3") e não possui uma saída HDMI para um monitor externo. Aqui a foto de uma parte de uma placa Arduino Due:

Microscópio digital G600 Mustool imagem
E a foto do bichino da folha:

Bichinho na folha
Para salvar as fotos foi só colocar um cartão de memória e apertar um botão. Fácil e funcional, gostei disso. 

A placa principal:

PCB Mustool G600
E por baixo:

PCB Mustool G600

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Edifier R1000T4 review por dentro e por fora

0 comentários
Edifier R1000T4

Daí eu comprei um par de caixas acústicas R1000T4 da Edifier. Em alguns lugares elas são vendidas como monitor de referência, algo que não concordo. Para ser monitor de referência de áudio elas deveriam ter resposta plana em todo espectro de áudio. Como elas tem um controle de graves independente a resposta não pode ser plana. Mas isso é picuinha minha e o que interessa é que fiz um vídeo de unboxing (tem que usar palavra da moda) radical:


Aqui vemos a placa do aparelho:
Placa Edifier R1000T4

Confesso que o circuito me surpreendeu, estava esperando um amplificador operacional para o pré e controle tonal e um CI amplificador de áudio Linear. Acabei encontrando um CI TAS5707 (20W) que é um amplificador classe D com entrada para áudio digital. O circuito de entrada usa um conversor A/D de 24 bits PCM1808. E pra controlar os dois usaram nada menos que um microcontrolador (STM8S003F3). Como os potenciômetros de volume e graves são sinples (1 pastilha só) acredito que eles só controlam uma tensão numa entrada de algum ADC do microcontrolador.

A fonte e chaveada e fica numa caixa plástica no "chão" da caixa principal:
fonte da caixa de som


O twitter tem um capacitor de 3.3 uF não-polarizado em série:
twitter

Já o alto falante maior é assim:
alto falante

E uma vista da caixa sem os alto-falantes:
Caixa de som edifier desmontada

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Multímetro Aneng Q1 por dentro

0 comentários
Multímetro Aneng Q1
Mais uma vez o pessoal da Banggood me enviou um multímetro Aneng para avaliação (compre aqui). O novo modelo é o Aneng Q1, que tem como principais características as 9999 contagens, display invertido (dígitos em branco) e teclas no lugar da chave rotativa. Segue o vídeo do review:


E aqui as fotos da placa do multímetro do lado dos componentes e do lado das teclas:
Multímetro Aneng Q1 Placa

Multímetro Aneng Q1 Placa

domingo, 18 de novembro de 2018

Nikola Tesla não foi tudo isso que dizem por aí...

1 comentários
Bom, terminei faz pouco tempo de ler a autobiografia do Nikola Tesla. Ela está disponível na versão original em Inglês para quem quiser ler, grátis. São as palavras do próprio Tesla, contando um pouco de sua história (e talvez aumentando um pouco). Quem quiser ler em papel e em Português, a Unesp lançou uma tradução. Não li esta tradução então não posso falar se está boa ou não.
Capa do livro Minhas invenções de Nikola Tesla

Nos últimos anos surgiu uma grande idolatria a figura de Nikola Tesla na Internet. O problema desta idolatria é que o pessoal acabou aumentando "um pouco" sobre o que ele realmente foi. São textos, vídeos e até podcasts famosos propagando estas histórias. Aqui apresento algumas das afirmações do povo que não param em pé com uma pesquisada bem de leve. 


1. Nikola Tesla não inventou a corrente alternada.

Esta é a mais comum afirmação que você vai encontrar por aí. Até na Wikipedia em Português tem algo parecido, vejam:

Bom, vamos ao que todo estudante de engenharia elétrica já deveria saber: Michael Faraday, lá em 1830 (antes do Tesla nascer) já havia descrito a corrente alternada em seus experimentos sobre eletricidade. Leiam (se conseguirem, é chato pra arrebentar) os "Experimental Researches in Electricity" do Faraday que está tudo lá. Ali está o método cientifico sendo aplicado de forma certa e por alguém que queria respostas de verdade. 

Então, Tesla estudou sobre corrente alternada na escola de engenharia elétrica, não tinha como inventar. Na verdade acho que o correto seria dizer que a corrente alternada foi descoberta e não inventada (antes do Tesla e não por ele).

Sobre a comida de bola da Wikipedia nacional, a transmissão de energia em corrente alternada já estava em uso na Europa no inicio dos anos 1880, quando Tesla ainda estava lá. Nos EUA William Stanley Jr (financiado por Westinghouse) demonstrou a transmissão em AC em 1886. Tesla só foi trabalhar com Westinghouse em 1888. E foi para desenvolver o seu motor AC. A invenção mais importante para o sucesso da corrente alternada foi o transformador, que foi inventado por outras pessoas e não o seu motor AC.

Tesla não trabalhou com Thomas Edison

Mas Rodrigo essa é verdade! Não meu caro, não é. A frase está errada, o correto seria: "Tesla trabalhou numa das empresas em que Thomas Edison era sócio majoritário". Sim, ele trabalhou numa das empresas do Edison na França e de lá foi para Nova York para trabalhar na "Edison Machine Works", empresa que fabricava dínamos (geradores DC). Edison era dono da empresa e não ficava todo o tempo por lá. Lembre-se que Edison tinha o apelido de "Wizard of Menlo Park" em referência ao (famoso) laboratório onde ele trabalhava, que ficava em outro local.

Outro ponto, se fosse verdade que ele trabalhou COM o Edison ele contaria algo mais legal do que o que está no "My Inventions". O único encontro com o Edison enquanto trabalhava na Machine Works que ele narra é o episódio do conserto dos dínamos de um barco. Tesla virou a noite no barco no porto, consertando a parte elétrica. Depois foi direto pra empresa, de manhã, para trabalhar mais. Chegando lá ele encontra o gerente da fábrica e o Edison. O gerente ri e comenta sobre Tesla estar chegando atrasado. Tesla então conta sobre como virou a noite no barco, trabalhando. Os dois se afastam e Tesla ouve o Edison comentar que ele é um bom trabalhador. E é só isso. Se ele tivesse trabalhado pessoalmente com o Edison certamente teria uma história melhor pra contar.

Edison não roubou as idéias de Tesla

Eu não sei de onde tiraram essa, mas é só colocar uma foto do Thomas Edison em qualquer canto da Internet que vai aparecer um mané falando "o Edison roubou as idéias do Tesla" (com variações de que ele roubou as patentes também). Quais ideias e patentes ele teria roubado ninguém sabe...

Mas em que época Edison e Tesla estiveram próximos para que o malvadão (Edison) pudesse roubar as ideias do exemplo de virtude (Tesla)? 

Tesla chegou da Europa e foi trabalhar na Edison Machine Works em Junho de 1884 e pediu demissão entre Dezembro e Janeiro de 1884. Logo, e quase ninguém fala disso, ele trabalhou durante seis meses na empresa do Edison. SEIS MESES! Lamento, mas acho difícil nesse curto espaço de tempo alguém ter tantas ideias dignas de serem roubadas. Mesmo trabalhando como o Tesla trabalhava (Em sua autobiografia ele diz que se matava de trabalhar).

Mas para a Internet, de alguma forma, o Edison largava as coisas que estava fazendo lá no laboratório dele pra ir lá roubar as idéias de um dos engenheiros juniores. Sim, o cara (Tesla) era contratado da empresa que pertencia ao Edison, trabalhando como engenheiro, sendo pago para fazer o trabalho de engenheiro (desenvolver produtos), usando os recursos e materiais da empresa. Qualquer um que trabalha como engenheiro numa empresa privada sabe que tudo o que você desenvolve na empresa pertence a empresa.

Já tá bom? Só mais um adendo, em Agosto de 1884 a primeira esposa do Edison morreu. Pois é, o cara tava lá viúvo, com três filhos pra criar e umas empresas pra cuidar, mas o povo da Internet acredita que ele tava era roubando as idéias de um engenheiro junior, que era pago pra ter ideias.

Não faz o menor sentido...

Mas e a história dos 50.000 dólares que Edison ofereceu ao Tesla?

A história mais famosa da relação Edison x Tesla: Edison teria oferecido um bônus de 50.000 Dólares ao Tesla para que esse melhorasse as máquinas da empresa. Mas não é o que o próprio Tesla diz em sua biografia. Logo após comentar sobre o encontro com o Edison (quando consertou as máquinas no barco) ele diz que saiu da Edison Machine Works porque O GERENTE havia prometido o tal bônus. Quem é esse gerente? Na folha de pagamento da empresa aparece que o tal gerente (e tesoureiro) era Charles Batchelor e não Edison. E foi uma piada, que o Tesla não entendeu muito bem, mas que não foi essa coisa toda que dizem por aí. Tanto que em outra passagem de sua biografia Tesla conta sobre outra brincadeira do Batchelor num bar (com a presença do Edison), quando ele já havia saído da empresa.

A chamada "Guerra das Correntes" não foi bem um Tesla x Thomas Edison

O que mais se vê por aí são imagens como esta:
Tesla vs Edson

Mas a "Guerra das Correntes" foi uma briga de empresas, de uma lado as empresas que levavam o nome de Edison e do outro as empresas do Westinghouse. Relembrando que Tesla vendeu os direitos da patente de seu motor AC para o Westinghouse em Julho de 1888, o panfleto "A Warning from the Edison Electric Light Co." é de Fevereiro deste ano (publicado por Edward Johnson, presidente da empresa). A "guerra" já estava rolando há um ano e Tesla não foi um dos personagens principais. Segundo ele próprio seu trabalho consistia em adaptar o seu motor para a frequência de 133 Hz do sistema de Westinghouse (pra no final adotar os 60 Hz). Ele retornou para Nova York em 1889 para começar os experimentos do que viria a se tornar a bobina de Tesla.

Quanto a Edison, em 1889 ele perdeu o controle majoritário com a formação da Edison General Electric. A janela de tempo para os dois brigarem na tal guerrinha seria de um ano só. Mas um deles estava lá mexendo no projeto do seu motor e o outro tentando manter o controle de suas empresa. No caso do Edison (pessoa física) ele até "lutou" um pouquinho, mas contra Westinghouse. Isso daria um post separado, pois tem muita coisa que dizem por aí sobre o Edison que também não fazem sentido.

Tesla não inventou o século XX

Por mais que digam e forcem a amizade, Tesla não foi tudo isso que dizem por aí. O mesmo ocorre com todos os outros inventores. A invenção é um fenômeno social (o paper linkado é lindo, leiam) e acontece quando os meios para ela aparecer se tornam disponíveis. O motor de Tesla era uma necessidade e seria inventado de uma forma ou de outra com ou sem Tesla. Na verdade ele foi inventado quase ao mesmo tempo na Itália pelo professor Galileo Ferraris. A discussão se Ferraris ou Tesla inventou primeiro teve até disputa em tribunais.

Mas fora o motor, qual outra grande invenção de Tesla que mudou o mundo? Ah, ele inventou o rádio, dirão alguns. Bom, experimente ir a um encontro da LABRE ou outro encontro de radioamadores brasileiros dizer isso em voz alta se não vai tomar um Padre Landell de Moura na cara. E o Marconi? Tesla alfineta ele, sem citar o nome, em sua autobiografia. A invenção do rádio aconteceria com ou sem Tesla. Os meios para que ele aparecesse estavam todos disponíveis e alguém o "inventaria" (e inventaram, embora só tenha citado três, outras pessoas podem ser creditadas pela invenção). E, convenhamos, a demonstração do Marconi foi espetacular (intercontinental).

Ah, mas tem a transmissão de energia elétrica sem fio! Não tem não, Tesla estava errado! E isso causou grande problemas financeiros para ele. Pode acontecer com qualquer um, perseguir uma ideia que não vai dar certo. Ele acreditou na possibilidade de transmitir energia elétrica sem fio e até conseguiu alguns resultados. Mas como sabemos transmissão de energia sem fio tem pouca eficiência e não é economicamente viável. Tesla não tinha os meios para saber disso e enfiou muito dinheiro seu e de outros numa ideia que não iria pra frente. Toda a teoria da propagação e atenuação das ondas eletromagnéticas no espaço livre ainda não existia (a equação de Friis é de 1946).

Já as outras "invenções" (raio da morte, máquina de terremotos, etc) não passam de boatos ou coisas que o Tesla só falou que faria. Ele nunca colocou em prática e nessa época ele vivia em hotéis e não tinha laboratório. Aliás, já em 1898 reclamavam que ele falava demais e entregava de menos.

E não custa perguntar: A bobina de Tesla tem alguma grande aplicação além de testes em alta tensão e tocar música?

Tesla foi muito reconhecido

É comum ouvir que Tesla foi um gênio esquecido e não teve o reconhecimento merecido. Bom, ele era bem conhecido em sua época. Enquanto vivo ganhou a medalha do IEEE em 1916, maior prêmio da engenharia elétrica. Nem o Edison ganhou uma dessas (eu sei).

Ele foi capa da Time no seu aniversário de 75 anos e todo ano tinha a sua festa de aniversário onde ele falava sobre o que iria fazer (e nunca faria) a jornalistas.

E para coroar toda essa "falta de reconhecimento" a unidade do SI para densidade de fluxo magnético leva o seu nome. O que, na minha opinião, não foi merecido,  já que ele era mais marketing do que resultados. Não existe uma "lei de Tesla" ou uma "equação de Tesla", algo que os outros nomes de unidade possuem (tirando o Watt).

Sobre o prêmio Nobel para o Edison e para Tesla, não passou de boato publicado no New York Times em 1915.

_____________________________________________________________
PS - Texto guardado como rascunho desde o inicio de 2018. Revisado várias vezes e ainda não ficou como eu queria. Muita coisa ficou de fora, mas aquela marca de "rascunho" estava me incomodando...

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Display TIL307 com contador de década integrado

0 comentários
TIL307 LED Display
Esta placa de display veio com um gaveteiro antigo que comprei e estava para já faz muito tempo. Resolvi testar pra ver se ainda funciona, o que resultou no vídeo abaixo (com minha maravilhosa nova voz):

Foto da placa por baixo:

TIL307 LED Display
Sobre o display com circuito integrado dentro (TIL306 e TIL307) tem mais informações no site Decade Counter, incluindo o datasheet.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...