segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Monitor cardíaco com Arduino e Pulse sensor

0 comentários

Sensor de batimentos cardíacos para Arduino

Fiz um vídeo mostrando os primeiros testes com o sensor e com um software no Arduino:



O sensor não tem nada demais, sendo composto por um LED, um sensor de luz e um amplificador operacional. O LED ilumina o dedo (ou a orelha) e o sensor mede o nível de luz que retorna. A placa é bem pequena e o lado dos componentes é assim:

Sensor de batimentos cardíacos para Arduino

O sensor que comprei não vem completo como a versão oficial. No oficial vem umas coisinhas de velcro, clipe pra orelha e proteções de silicone para a plaquinha. Como mostrei no vídeo acertar a posição do sensor no dedo não é tão fácil e estes itens devem ajudar.

O circuito original é este aqui:

Pulse sensor for Arduino Schematic

A representação do amplificador operacional como uma caixa não é muito boa e aquela malha com capacitores na entrada me deixou curioso. Desenhei esta parte (sem o LED) no Tina-TI para poder simular o comportamento e ver a resposta em frequência do circuito:

Amplificador para o sensor de monitor cardíaco
A simulação só funcionou depois que coloquei R7, que pode ser um valor mais alto. Testei com 1G Ohm e funcionou também. Coisas do Tina-TI... A resposta em frequência ficou:

Resposta em frequência do amplificador
Bom, é um filtro passa faixa com ganho de 40dB em torno de 3Hz.

Para testar o sensor no Arduino e medir meus batimentos usei o meu shield de LCD 16x2 com a seguinte ligação:
Sensor de batimentos cardíacos para Arduino

Para evitar problemas eu soldei diretamente os fios do sensor no shield de LCD.

Para o software usei os exemplos disponíveis no site oficial do sensor de batimentos cardiacos adicionando alguma coisa do shield de LCD. De código meu mesmo deve ter umas cinco linhas somente (viva o Arduino!). Para quem quiser conferir, coloquei o código num repositório do meu GitHub. Coloquei também o arquivo de simulação para o Tina-TI.

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Por dentro de um osciloscópio Tektronix SC501

1 comentários
Ganhei um mainframe Tektronix TM515 do meu cunhado e ele veio com cinco módulos (plugins). Destes cinco, apenas o osciloscópio modelo SC501 está funcionando. Devido a minha falta de tempo para poder fuçar nos outros módulos, só vou fazer o "por dentro" do osciloscópio.

O módulo é este aqui ó:
osciloscópio Tektronix SC501

E tem o vídeo onde mostro ele funcionando e o que tem dentro:




Agora as notas e fotos:

1. Ele é bem pequeno, com uma tela de 2,5 polegadas. As escalas são limitadas a apenas três de volts/divisão (10mV/div, 100mV/div e 1V/div) e tempo/divisão (1ms/div, 10ms/div e 100ms/div). Esta última tem uma chave que amplia para mais três escalas (1us/div, 10us/div e 100us/div). 

2. A palavra que eu estava procurando no vídeo para o tubo era CRT (tubo de raios catódicos). As palavras sempre fogem quando estou gravando... 

3. O manual de serviço, com esquema e como fazer a calibração, pode ser encontrado facilmente na web.

4. O módulo SC501 usa os dois transistores disponibilizados pelo mainframe (no meu caso o TM515) na fonte de alimentação.

osciloscópio Tektronix SC501

5. Falei sobre o mu metal no vídeo e não me pareceu muito claro o que eu queria dizer. Os CRTs dos osciloscópios normalmente tem uma blindagem feita de mu metal para evitar a interferência de campos magnéticos. Mu metal não é bem "isolante magnético" como eu disse no vídeo, mas pode ser entendido assim.

osciloscópio Tektronix SC501

6. Os outros módulos que vieram com o meu TM515 são: Dois DC504 (frequêncimetro até 80MHz), um FG503 (gerador de funções até 3MHz), um DM502 (múltimetro digital de 3 1/2 digitos) e o osciloscópio deste post (SC501). O ventilador traseiro do TM515 não está ligando e a chave de ligar o mainframe está bem dura para ligar (isso é mais um check list para mim mesmo para quando for tentar consertar).

6. A lâmpada (ou LED?) que indica se o aparelho está ligado parece que está queimada.

7. Detalhe da placa abaixo do CRT:

osciloscópio Tektronix SC501

8. Blindagem do circuito de alta tensão com o aviso de "Perigo 1000V" ali dentro:

osciloscópio Tektronix SC501

domingo, 14 de agosto de 2016

Por dentro de um Phone Patch Gert

2 comentários
Daí eu encontrei outro phone patch no ferro velho e trouxe pra casa. Este aqui é pequeno e não encontrei nada sobre ele na web. Comprei pensando em reaproveitar a caixa para acomodar um amplificadorzinho de áudio.

A caixa até que está em bom estado, com um leve amassado na parte de cima. Nunca ouvi falar deste fabricante (GERT). Os knobs estão bem sujos, mas nada que uma lavadinha não resolva:
Phone Patch GERT

Atrás do aparelho tem três conectores RCA marcados de 1 a 3:
Phone Patch GERT

O aparelho é todo passivo, com um transformador e alguns capacitores e indutores:
Phone Patch GERT

O esquema deve ser bem fácil de levantar, mas ainda não fiz isso. Quando tiver tempo ou quando for desmontar eu vejo se vale a pena.
Phone Patch GERT

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Por dentro de um Spelling B da Texas Instruments

1 comentários
Pois é, houve um tempo em que a Texas Instruments (TI) fabricava "brinquedos". Este aqui é o irmão menos conhecido (e com menos recursos) do Speak & Spell, aquele aparelho que o ET usou pra ligar pra casa.

Encontrei ele no ferro velho e trouxe pra casa, mas não mexi muito. Então, para fins de registro, vamos as fotos e comentários.

1. O aparelho por fora não está em muito bom estado. Falta uma tecla e a tampa da bateria, na traseira.
Spelling B
2. O aparelho por dentro. Embaixo da placa principal está a placa do teclado (branco) e na tampa traseira fica o buzzer. 
Spelling B inside

3. Algo difícil de se ver hoje: a frase "Made in USA" num equipamento eletrônico fabricado em larga escala.
Spelling B

4. O microcontrolador TMC0274NL que controla todo o aparelho:
Spelling B PCB

5. A plaquinha separada eu acho que é do inversor para o display fluorescente (VFD). O CI do lado é uma memória TMC0355 (CD2602) de 128kbit onde ficam guardadas as palavras. 
Spelling B PCB

6. O aparelho está funcionando e quase deu pra escrever o nome do blog no display. Ele tem até 8 caracteres, mas só consegui escrever 7:
Spelling B Display VFD

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Montando um gerador de funções com o CI ICL8038

3 comentários
Já faz tempo que eu penso em montar um gerador de funções. Até tenho guardado duas peças do ICL8038, mas o máximo que fiz foi colocar um deles num protoboard. Como o projeto não andava acabei comprando um kit Chinês para queimar etapas e poder testar o desempenho do CI. O kit vem assim:
Kit de gerador de funções com o CI ICL8038

E tem vídeo da montagem e demonstração do ajuste e funcionamento:


Pra complementar seguem as fotos e comentários adicionais.

1. Foi comprado no início de Junho e chegou semana passada. Bem rápido em comparação com a média das encomendas. Comprei na Banggood e caso queira comprar um igual é só clicar aqui.

2. A placa é de fenolite face simples e vem com os códigos e valores dos componentes. Isso facilita muito a montagem. Nem olhei no esquema pra montar.
Placa do gerador de funções com o CI ICL8038

3. A parte de baixo da placa, só para registro:
Placa do gerador de funções com o CI ICL8038

4. O kit montado. Os conectores azuis (esquerda), ficam bem apertados e não ficaram bem alinhados:
Gerador de funções com o CI ICL8038 montado
5. Troquei o ICL8038 que veio com o kit pelo que eu tenho aqui com encapsulamento cerâmico (date code de 1978). O kit funcionou, mas o ajuste de distorção da saída senoidal teve que ficar com o trimpot no extremo. O que nos leva ao próximo item...

6. O circuito integrado ICL8038 do kit tem o símbolo da Intersil, mas não tenho certeza de que seja original. A Intersil parou de fabricar esse gerador de funções faz tempo.

7. Medi por volta de -40dB de distorção na saída senoidal (ajustada e com o CI que veio no kit). Dentro do esperado segundo o data sheet do ICL8038.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...