domingo, 30 de outubro de 2016

Ligando um LCD de notebook no carro

5 comentários
Depois que fiz aqueles posts e aqueles vídeos sobre placas universais de LCD várias pessoas me perguntaram se era possível ligar um tela de notebook no carro. Como as placas usam alimentação de 12V eu sempre respondia que era possível. Mas só hoje resolvi fazer o teste definitivo e mostrar os resultados:
LCD de notebook ligado no carro
Pois é, como era óbvio a placa funciona no carro. Então se você tem aquele velho notebook encostado com defeito mas com a tela boa dá pra ligar ele no carro e ter uma tela maior gastando pouco.

Aproveitando o embalo fiz um vídeo para mostrar a coisa funcionando:


No teste usei a tomada de 12V daquele hands free que eu desmontei recentemente. Dá pra comprar tomadas melhores na China e bem barato. O fusível da que usei era de 500mA e abriu quando liguei a placa, por isso tive que trocar por um de 2A. A placa com o meu LCD (LED de 15 polegadas) consume 1,2A aproximadamente. Um LCD mais antigo, com backlight de lâmpada, vai precisar de um inverter e, talvez, mais corrente. A placa pode funcionar sozinha, como player de vídeo ou música via USB ou ligada a um aparelho externo (como um DVD) via vídeo composto ou HDMI. Dá até pra ligar um PC via VGA, mas não vejo uma utilidade para este caso.

O problema maior que vejo em usar uma tela LCD de notebook no carro (sozinha ou ligada no DVD) é a parte mecânica. Não tenho habilidade manual e nem as ferramentas necessárias para acomodar isso tudo de forma bonita e discreta.

E como sempre me perguntam onde comprar as coisas, vamos aos links:

domingo, 23 de outubro de 2016

O Robô Seguidor de Linha "Analógico"

3 comentários
Mais um kit comprado na China (no Aliexpress, como sempre). O preço é bem em conta e é a montagem é um bom passatempo. Montado ele fica assim ó:

kit de robô seguidor de linha

A montagem em vídeo:


Agora algumas fotos e comentários:

1. Apelidei o kit de "robô seguidor de linha analógico", pois não tem microcontrolador no comando. É só um CI LM393 (duplo comparador de tensão). A qualidade dos itens é boa, mas tem alguns problemas. Segue o que vem com o kit:

kit de robô seguidor de linha componentes

2. A parte eletrônica é bem tranquila de montar. A placa é bem espaçosa e (quase) tudo se encaixa perfeitamente. O suporte de pilhas é bem ruim, as pilhas se encaixam com muita dificuldade. Até pensei que seria para pilhas AAA, mas estas não ficam bem nele. 
kit de robô seguidor de linha placa por cima

3. Os motores e o suporte de pilhas são fixados na base do robô (a pcb é o chassi) por meio de fita dupla face. Isso torna o conjunto um pouco frágil. A fita não é muito boa e com um pouquinho de força ela pode se soltar. A fixação das rodas também requer cuidados. Elas não encaixam direito nos eixos das reduções dos motores. As rodas vieram também com pequenas falhas e excessos no plástico que tive que ajeitar com um estilete. 
kit de robô seguidor de linha placa por baixo

4. A posição dos sensores da linha foi muito tranquila. Quando comprei o kit pensei que seria a parte mais crítica. É só soldar um pouco abaixo do parafuso da "roda que não é roda" frontal. 
kit de robô seguidor de linha sensores
5. Um ponto legal do circuito é sua facilidade de ajuste. Ajustei um trimpot numa posição logo antes de desligar um motor e ligar outro e depois fiz o mesmo com o outro trimpot. Para minha surpresa foi só colocar o robô na pista que ele seguiu a linha de primeira. Não estava esperando um funcionamento tão rápido assim.

6. Quando colocado no centro da pista e ligado o robô segue até a linha e encontra o ponto certo novamente. É muito legar ver isso acontecendo com um circuito sem "inteligência" (microcontrolador).

7. Descobri, sem querer, outro comportamento legal dele. Estava com ele sobre a mesa de pedra da minha cozinha e ele estava fora da "pista" de papel. Ao ligar ele encontrou a borda do papel e acabou seguindo por ela. Neste caso a mesa é mais escura que o papel e deve ser por isso que funcionou.

8. O esquema:
Esquema do robô seguidor de linha

domingo, 16 de outubro de 2016

Montando um microfone sem fio para a faixa de FM

1 comentários
Comprei este kit recentemente no Alixpress por um preço muito baixo (abaixo de R$10,00 já com frete). É o clássico transmissor de FM com um transistor e um microfone de eletreto. A grande vantagem nesse caso é a caixa que é muito boa. O que vem no kit:

Kit para montagem de microfone sem fio

Segue o vídeo mostrando a montagem e mais alguns comentários:


O manual é todo em Chinês e o que dá pra entender é o "chapeado" da placa de circuito impresso e o esquema:

Esquema de microfone sem fio

Tem alguns detalhes que faltam no esquema e no desenho da placa. Um deles é o resistor de 0,5 Ohms que vai ligado entre C6 e o centro da bobina impressa na PCB. Ele está na lista de peças e deve estar escrito nas instruções, mas meu Chinês está meio ruim e não posso confirmar... 

Os resistores vieram de 1/8W e a placa parece ter sido desenhada para resistores de 1/16W. Nada que uma entortada nos terminais não resolva. O circuito não tem ajuste de frequência, logo tem que ligar e torcer pra não cair em cima de alguma emissora de FM. No meu caso ele foi para o fim da faixa (por volta de 108,5MHz) e não tinha nenhuma emissora ali. Colocar um ajuste de frequência até que não deve ser difícil, com um capacitor em paralelo com um trimmer no lugar de C5 (24pF). A placa montada ficou assim:
Placa do microfone sem fio

Não existe indicação na placa de onde ligar os fios. Tive que olhar o esquema e localizar os pontos certos. Para facilitar a vida dos futuros montadores criei o diagrama de ligações abaixo:
Fiação do microfone sem fio
O kit é bem simples e qualquer um que tenha brincado com eletrônica nos anos 80 e 90 reconhece o circuito das "Saber Eletrônica" ou "Eletrônica Total". A diferença aqui é a caixa do microfone que é muito boa. Lembra muito o kit lançado na "Eletrônica Total" número 45.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Notas aleatórias de sexta 14/10/2016

0 comentários

1. Foto da semana

Dias atrás teve a tradicional coleta de lixo eletrônico no centro da cidade (de onde bati a foto abaixo). Ela acontece todo ano, geralmente em Setembro ou Outubro. Lembro que já falei aqui da primeira em 2009.

Lixo eletrônico

2. Link

[Em Inglês] Tem um pessoal restaurando um computador Xerox Alto e mostrando todo o processo. Já está na nona parte e quase toda semana tem atualização. É uma boa aula de debug de hardware.

3. Link 2

Um texto pequeno e muito bom mostrando a "anatomia de um leitor RFID". O resto do site também é altamente informativo e bem completo.

4. Zap-zap

Foi-se o tempo em que as pessoas tinham medo de passar o número do telefone para estranhos. O pessoal hoje passa o número para qualquer um, até mesmo quando não é pedido. Quase toda semana recebo uma mensagem de alguém querendo que eu responda suas dúvidas pelo aplicativo. Por favor não faça isso, eu não respondo perguntas no WhatsApp e nem quero entrar em grupos por lá. Nem no grupo da minha família eu entrei, imagina se eu vou querer entrar em um grupo de um desconhecido.

5. Kits

Encontrei um kit de microfone sem fio no AliExpress bem baratinho e não resisti. É muito parecido com o projeto da "Eletrônica Total" número 45 e eu sempre quis montar um, mesmo sabendo que não será muito útil. Custou menos de R$10,00 e aproveitei e comprei mais uns kits do mesmo vendedor. Chegou tudo certinho e, em breve, eles devem aparecer aqui no blog.

Kit de microfone sem fio

6. Nostalgia

Dei uma procurada esses dias para ver se ainda fabricam videocassetes e encontrei a notícia de que pararam esse ano. A notícia fala de um componente que parou de ser fornecido e devem ser as "cabeças" dos aparelhos. Isso me lembrou também que o videocassete lá da casa da minha mãe ainda existe e talvez vire um vídeo "por dentro".

7. Link 3

Um assunto que apareceu na semana passada (ou retrasada?) numa lista que participo: O Paraboi. Não recomendo ver o vídeo de demonstração do negócio, só uma leitura do site deles já está bom (para ver a paranoia deles com a concorrência).

8. IoT

Ouvi (na verdade li) não lembro onde: "Tudo que possuir um endereço MAC poderá e será usado contra você". Acho que foi em alguma matéria sobre as câmeras IP que foram usadas para um ataque de DDoS.

9. Lamentações

É difícil fazer essa lista semanal, principalmente a parte de encontrar links interessantes em Português. Vou anotando as coisas que vou achando (e pensando) durante a semana no aplicativo de notas do celular e agora (Sexta à noite) algumas entram na lista. Era pra ter sempre um livro e uma lista, mas não consegui terminar de ler o livro (meu tempo é bem curto) e nem consegui concluir a lista. Ficam pra próxima semana, se houver mais um post desse...

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Dois velhos gaveteiros para componentes eletrônicos

1 comentários
Estes gaveteiros enfeitam a minha bancada já há algum tempo. Quando comprei eles já eram velhos e vieram com muitos componentes. A maioria é componente usado e de vez em quando dou uma olhada neles, em busca de inspiração para algum projeto.
Gaveteiros para componentes eletrônicos

Este fim de semana sobrou um tempinho e acabei gravando um vídeo com eles:



Pra quem quer comprar um gabinete (gaveteiro) novo para guardar componentes eu recomendo os da Magus. São caros mas são resistentes e duram muito. Tenho os meus já há quase dez anos e ainda estão perfeitos. Outra opção mais barata, mas que ocupa bastante espaço, são as estantes com caixas padrões (número 3 é a ideal).
Gaveteiro de componentes eletrônicos

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Notas aleatórias de sexta 07/10/2016

1 comentários
Links, comentários, notas e outras coisas que não dão um post mas que valem o registro.

1. Foto da semana

Pelo que me lembro, antigamente (antes dos anos 2000), era muito difícil ver algum equipamento eletrônico jogado na rua. Hoje o que mais vejo por aí são TVs e computadores velhos nas calçadas. Ano passado topei com este forno de microondas:

Forno de microondas na rua

2. Leitura diária

Dei uma faxinada ali no "leitura diária". Uso aquela lista como um "mini feed" para os blogs nacionais que costumo ler. Como ela ocupa um bom espaço da barra lateral as vezes eu tenho que cortar alguns para encaixar outros. A regra antiga era cortar sites com mais de seis meses sem atualizar, mas agora devo reduzir para dois ou três meses.

3. Link

E por falar nisso, quem entrou na lista foi o blog "Cantinho do TK90X" que recomendo fortemente a leitura. Eu sempre via algum link dele pra cá, mas só tinha lido um ou outro post por lá. Agora estou lendo os arquivos aos poucos. Além de ser atualizado frequentemente ele tem um bom arquivo de posts antigos.

4. Livro

E não tem resenha de livro essa semana (ainda tô lendo um), só uma reclamação: Eu sou uma mula! Por meses vi no supermercado daqui o livro "O vale da Eletrônica" de Carlos Roberto Carneiro e não comprei. Sempre deixava pra depois (seguindo a minha regra de não comprar livro novo) e acabou que acabou. Agora tenho que correr atrás...

Livro "O Vale da Eletrônica"

5. Lista da semana

Já joguei muito mais do que jogo hoje. Só jogo "Angry birds" no intervalo do almoço e mais nada. Esses dias conversando com o Rinaldo levantei uma lista dos jogos que mais me marcaram (em Hexa que é pra caber mais e em ordem cronológica):
  • 1. Hero - Atari 2600: Joguei até o cartucho literalmente se desfazer. Tive que abrir a EPROM do meu cartucho (Dactar) e soldar lá dentro, pois quebrou um dos pinos.
  • 2. Sonic - Mega Drive: Jogava na locadora e terminava em 45 minutos com todas as jóias.
  • 3. Super Star Wars - SNES: Também na locadora, terminava em menos de uma hora (pra não precisar pagar mais uma).
  • 4. Pandora Directive - PC: Era mais um filme do que um jogo. Terminei uma única vez e virei palhaço de circo. Nunca consegui terminar de novo e ver os outros finais.
  • 5. Age of Empires - PC - Comprei a expansão na Fenasoft de 1999.
  • 6. Diablo II - PC - Talvez o melhor jogo já lançado!
  • 7. Total Annihilation - PC - Melhor RTS de todos os tempos.
  • 8. Heroes of Might and Magic III - PC - Talvez tenha criado mais mapas do que jogado.
  • 9. Ragnarok - PC - 3 (ou 4?) anos jogando, muito tempo perdido nisso aí...
  • A. Command & Conquer III - PC - Joguei todos, mas esse foi o melhor. Único que terminei no nível mais difícil.
  • B. God of War - PS3 (relançamento) - Motivo para comprar o PS3. O primeiro jogo é o melhor da série.
  • C. Infamous - PS3 - Depois de terminado eu ficava subindo aquela torre de sucata só pra pular lá de cima.
  • D. Metal Gear Solid IV - PS3 - Kojima é maluco...
  • E. Shadow of the Colossus - PS3 (relançamento) - Obra de arte em forma de jogo.
  • F. Grand Theft Auto V - PS3 - Primeiro da série que joguei e meu último jogo antes de vender o PS3. Jogaria tudo de novo...

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Sobre o medidor de energia Peacefair PZEM-031

1 comentários
Comprei esse medidor de energia (DC) por engano, era pra ter comprado o PZEM-021 (medidor AC). Sobre o PZEM-021 eu já falei num post anterior. O PZEM-031 está parado na bancada, já que não tenho um uso pra ele. Como é uma medidor DC deve ser útil para uso com banco de baterias e energia solar.

Fisicamente ele é igual ao seu irmão PZEM-021, mesmas dimensões e o mesmo conector de entrada e saída:

Medidor Peacefair PZEM-031

Fiz um vídeo mostrando ele:


Uma comparação da medida de tensão feita pelo medidor PZEM-031 e pelo multímetro:

Medidor Peacefair PZEM-031

O medidor desligado:
Medidor Peacefair PZEM-031

O esquema de ligação, colado na parte traseira:
Medidor Peacefair PZEM-031

A tensão de alimentação é de 6,5V até 100V. A corrente máxima de carga é de 20A. Não sei se aquele conector verde aguenta tudo isso, mas não testei.

Medidor Peacefair PZEM-031

Por dentro ele tem um CI HT2621B da Holtek (driver do LCD), uma memória 24C02 para salvar os valores acumulados de kWh e um SD8103. Pelo que deu pra entender do datasheet o SD8103 ele é um microcontrolador específico para medidores (multímetros?) com um conversor AD que me pareceu muito bom (16 bits efetivos com 0.01% de linearidade).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...