terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Por dentro de um Power Bank (bateria de emergência?)

8 comentários
Atualizado em 21/08/2016: Finalmente fiz um vídeo para complementar o post. Não achei a parte em que a Séfora conta a história. Quando (e se) achar eu adiciono aqui.



Pois é, esse aqui era pra ser um vídeo, mas fui enrolando, enrolando, enrolando e não saiu. Até filmei a Séfora contando a história dele. Se der, mais pra frente eu faço certo. Enquanto isso...

Power Bank

A Séfora comprou este Power Bank no camelô e como não funcionou direito (segundo ela funcionou apenas uma vez) trouxe pra eu dar uma olhada. Pra quem não sabe estas coisinhas servem pra recarregar o celular quando se está longe de uma tomada ou sem o carregador. O problema deste aqui não era nada grave, era apenas o cabo defeituoso. Com outros cabos o power bank "funciona".

O funciona entre aspas significa que ele não tem os 8000 mAH (na embalagem está escrito 12000 mAH). Usei uma vez em uma viagem e ele não conseguiu carregar meu celular, que estava por volta de 30% de carga, até o máximo. Testei mais algumas vezes sempre com resultados desanimadores.

Dando uma olhada na parte interna podemos ver a bateria que ocupa quase toda a caixa do aparelho:
Power Bank
Não existe qualquer indicação do fabricante, capacidade ou outra informação no corpo da bateria. Medindo a tensão achei os 3,7V esperados. A parte de cima da plaquinha tem apenas o conector USB e dois LEDS:

Power Bank

Por baixo ela é um pouco mais interessante:
PCB Power Bank

Não desenhei o circuito, mas até onde vi e medi me pareceu que tem um regulador linear para carregar a bateria (editado: olhei melhor e parece que não é isso não, vou confirmar) e um outro, chaveado, para subir a tensão para os 5V para recarregar o celular. Algo que me chamou a atenção é que este regulador fica ligado direto, com o conector USB de saída sempre alimentado. Não me recordo os valores, mas dei uma olhada com o osciloscópio nesta saída e deu pra ver um ripple um pouco alto.

O aparelho esquenta quando em carga da bateria e um pouco menos quando fornecendo carga para algo externamente. Não vi nada que lembre uma proteção térmica para a bateria. Mas parece confiável (hehe), pois tá escrito que é um autentico original "Power Brank". Tem até os símbolos de conformidade da FCC e da comunidade européia. Além de ser ROHS:
Caixa do Power Bank

É cada coisa que aparece por aqui....

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Montando um kit de rádio AM (de Ondas Médias)

6 comentários
Bom, depois de anos e anos finalmente montei um rádio AM super-heteródino. Lembro ainda de um kit destes da Superkit que ficou um tempão na loja de eletrônica aqui da cidade. Nem me atrevia a perguntar o preço...

Mas daí vieram os chineses pra facilitar a nossa vida (até que alguém acabe com a brincadeira). Procurei por um kit todo transistorizado, comprei e fiz um vídeo da montagem:


O que faltou falar no vídeo:
0. Onde comprar?.

1. As emissoras de AM em ondas médias estão com os dias contados. A maioria vai migrar pra faixa de FM e, daqui há alguns anos, não vai sobrar nenhuma entre os 530-1600 kHz. Então o momento pra montar um kit destes é agora, antes que seja tarde. 

2. A FI do rádio é em 465 kHz e não em 455 kHz como é comum por aqui. Como falei no vídeo, seria legal testar com um diodo de germânio no lugar de V4.

3. Na parte debaixo da placa de circuito impresso algumas trilhas tem pads que devem ser conectados com um jumper. Eles estão marcados com um X nas trilhas do esquema, nos coletores de V1, V2, V3 e V5. Caso sejam deixados em aberto o rádio não funcionará, é claro...
Esquema rádio AM
4. Como está escrito no esquema acima, o modelo do rádio é HX108-2+.

5. Foto dos componentes:
Componentes do kit de rádio AM
6. E uma foto do rádio montado:
Kit de rádio AM montado.
7. Comprei no Aliexpress. Não vou colocar o link direto pra este modelo, pois amanhã ele pode nem mais existir por lá. A dica é procurar por "Rádio Kit". Tem vários modelos, transistorizados ou com CIs e AM e/ou FM.

8. As bobinas de FI de o oscilador local estão marcadas na legenda de componentes da placa com um simbolo em Chines indicando cada cor. Usei o tradutor do Google pra descobrir a posição de cada bobina.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Trocando a tela de toque de um tablet Genesis GT7326

1 comentários
O sobrinho da minha esposa derrubou e quebrou a tela de seu tablet Genesis GT7326. No vídeo abaixo mostro todo o processo do conserto. Por uma infelicidade o áudio, gravado separadamente, ficou ruim (conector do microfone não estava totalmente enfiado na entrada do gravador).

Mas segue o vídeo só com o áudio da câmera...


PS: Preciso arranjar um jeito de colocar a câmera em cima da bancada. Com ela no tripé, na minha frente, fica difícil manipular qualquer coisa.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...